Expedição Bemtevibrasil    -    Nordeste - 10 Parques Nacionais

Diário de Viagem
Galeria de Fotos
Roteiro


Relatos de viagem

Litoral do Rio Grande do Norte

 

14/08 - A Costa do Sal - RN

Logo que entramos no Rio Grande do Norte, fomos surpreendidos pelas inúmeras empresas produtoras de sal. O Rio Grande do Norte é o maior produtor do sal do Brasil, responsável por mais de 90% da produção. A garantia dessa grande produção é a intensidade e a freqüência do sol e os ventos constantes na região. Na realidade, esperávamos ver mais montanhas brancas de sal, o que não aconteceu. O que vimos foram os grandes tanques de água salgada que evaporam dando origem a camadas de mais de 7 cm de sal.

O ponto de partida para visitar as praias da Costa do Sal é a cidade de Areia Branca: dali o asfalto nos leva à praia de São Cristóvão e à deliciosa Ponta do Mel. As enseadas garantem o mar calmo e a brisa gostosa. As praias da Costa do Sal ainda preservam as características de pequenas cidades do interior: são vilarejos bem simples, sem nenhum (ou quase nenhum) apelo turístico, a não ser pela elegante pousada construída no alto do morro na Ponta do Mel. Dali, o jeito é seguir pela praia até a Porto do Mangue, mas a paisagem não era assim tão espetacular quanto diziam os guias e as revistas.

Em Porto do Mangue, pegamos o asfalto novamente e fomos até Alto Rodrigues e dali seguimos pela "Rota do Óleo", uma rodovia cheia de extratores de petróleo por todos os lados. A cena era bem diferente e parecia que estávamos no Texas. A região próxima a Mossoró tem a maior concentração de petróleo terrestre (se é que se pode dizer assim) do Brasil.

 

Praia Porto do Mangue

14 /08 (continuação) e 15 - A intocada Galinhos

Galinhos é uma praia de complicado acesso: ou se deixa o carro do lado de cá do rio e atravessa-se de balsa ou se faz o caminho pela praia, mas nesse caso só os carros com tração nas 4 rodas podem se aventurar. Nossa primeira dificuldade foi, depois de atravessar a salina Diamante Branco, seguir por uma trilha muito mal demarcada, onde tínhamos sempre a sensação de estarmos indo para o lugar errado. Chegando na cidade de Caiçara, seguimos pela praia. Estávamos com com o tempo estourado para seguir pela areia: a maré começava a subir e nos sentimos meio espremidos contra as dunas em alguns momentos.

Chegamos a Galinhos no pôr-do-sol e foi amor à primeira vista. Fomos correndo até o Farol para fotografar e fomos seguidos por três meninos, filhos de pescadores, que nos pediram uma carona. Mais tarde, descobrimos que o que eles queriam mesmo era dar uma volta no jipe.

Os três eram muito tagarelas, mas um deles em especial, o Guto, me chamou a atenção pelo seu jeito desenvolto e inteligente de falar. Nós dois passamos os minutos dourados do pôr-do-sol conversando sobre a pobreza no Brasil (ele tinha me questionado se havia pobreza no sul ou se era coisa só do Nordeste) e depois sobre o movimento de rotação da Terra, quando me explicou que, no momento em que anoitecia em Galinhos começava o dia no Japão. Sem dúvida, foi um pôr-do-sol inesquecível.

Galinhos

 

Quando procurávamos lugar para ficar em Galinhos, a surpresa: quem estava lá???? O casal de franceses, o Ivan tem a Pousada do Francês na Pinheira -SC, nos conhecemos no PN Sete Cidades e depois revimos no PN Ubajara e que também estão viajando pela Litoral. Na realidade, foi o próprio Ivan que tinha nos indicado Galinhos, então, pensando bem, nos encontrarmos ali até que não foi assim tão surpreendente.

Galinhos é especial: a dificuldade de acesso aliada à baixa temporada fizeram com que nós dois fôssemos os únicos turistas da península em dois dias (os franceses saíram na manhã seguinte).

 

Farol   Galinhos

Acampados em pela praça pública e à beira-mar, fomos seduzidos de tal maneira pela prainha de jeito simples que resolvemos estender a rede e ficar mais tempo por ali. Até café da tarde, com direito a chocolate quente e pão recheado com doce de leite nós fizemos!!!

Uma Praia Perfeita

Galinhos, sem dúvida, atendeu quase todos os nossos pré-requisitos da praia perfeita: quiosques à beira-mar, bugueiros, turistas e lixo, nem sinal; o vento era só uma brisa deliciosa e o mar era calmo, morno e transparente. O que falta em Galinhos? Coqueiros à beira-mar. Mas depois de tantos encantos, com certeza os coqueiros não fizeram falta.

 

Um bom sono em Galinhos



Expedição Bemtevibrasil um projeto de viagem criado por Renato Grimm e Luciana Panzarini
dedicado ao registro e divulgação do ecoturismo, cultura, fotografia brasileira e suas diversas formas de
expressão, colhidas no decorrer de muitas viagens pelo Brasil.
Um projeto em defesa da conservação do meio ambiente.

Copyright © 2001-2002 Bemtevibrasil - Todos direitos reservados.  All rights protected.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,
sem autorização escrita dos Autores.